cronica_semana_45_perfil_facebook

Estava justamente relendo, neste exato momento, a última crônica que escrevi antes das eleições. Nada como dar uma volta ao passado, mesmo recente. Dizia eu, pobre Itabira, quem te salvará? Mais uma vez parecia que iam se repetir os mesmos erros de eleições passadas, mais uma vez a campanha para votar em quem tinha chances reais de ser eleito iria fracassar. Por culpa exclusiva de nossos políticos incompetentes, aqueles que querem ser candidatos a qualquer custo, mesmo que seja apenas para aparecer. Triste e pobre Itabira, seria este, mais uma vez, o seu destino? Será que ninguém se importa? Que as boas campanhas de nada adiantam, contra a voracidade insuperável dos palanqueiros?

Pois bem, aí está a resposta. O povo disse sim, vamos fechar com quem tem chance de chegar lá. A campanha deflagrada pela Comissão Apartidária atingiu a massa, mesmo com a oposição sistemática, parcial e interesseira de maus itabiranos. Ridículo o papel que fizeram certas pessoas e certos órgãos da imprensa, clara e ostensivamente comprometidos com candidatos previamente derrotados. Mas o povo mostrou do que é capaz, quando quer decidir, votou e mandou a clara mensagem para os maus políticos: “Rachem fora, adeus, nós é que sabemos do que Itabira precisa”. E vamos aproveitar para mandar um recado para aqueles que sentem muito entusiasmo em apoiar candidatos de fora, os caça votos que nada de útil fazem por Itabira. “Não vem que não tem”.

Acho que não vou ter chance de subir em palanque para dizer: “Parabéns, povo de minha terra”, mas digo aqui, do meu palanque na Rádio Pontal: Parabéns, Li. Parabéns, Luiz Menezes. Vocês carregam a esperança deste povo, surpreendentemente lúcido e sábio nesta hora tão difícil para sua cidade. E é boa hora de me lembrar daquela frase que coloquei em minha primeira crônica e que agora repito: Ainda há tempo!!!

Um abraço e até a próxima