cronica_semana_02#_blog

O pó está no ar. As partículas flutuam e brilham ao sol. Dançam, luminosas, para depois se transformar em suja poeira, que nos atormenta. O sinal constante e diário a lembrar que somos uma cidade mineradora. Eterna e inevitavelmente poluída. Parece que não tem mesmo jeito. Um estigma que a Vale não conseguiu, até hoje, eliminar. E tome poeira.

Não é que não se tenha tentado, pelo contrário, mas a coisa parece insolúvel. Lá vai o minério e Itabira, tome poluição. A cidade tem de ter um acerto de contas com a mineração. Não é possível que anos e anos de sofrimento e desconforto, da paisagem agredida, do meio ambiente escrachado, passem de liso, sem uma compensação, na hora que a Vale mudar de dono. Olho vivo que a hora está chegando.

Só, que a poluição, aqui, meus amigos, também estende suas garras para as áreas sonoras. É só parar um pouco e escutar a gritaria dos carros de som que pululam na cidade, uma loucura, um festival de decibéis. Até no domingo, dia de descanso, quando tudo é mais quieto, lá vem os sacanas berrando, antes de 8h da manhã, com suas promoções de sacolão. O negócio deles é no grito, pensam que quanto mais alto o som, melhor a publicidade. Coitados, estão errados. A gritaria gera é antipatia e espanta o cliente. Isto não é coisa de cidade civilizada, é coisa de roça, de arraial. Tem de acabar, até porque nosso ouvido não é paiol, né?

Mas, tem um outro assunto que eu quero falar. É um pouco chato, mas não dá para calar. É outro tipo de poluição também. Como é que pode? Meus amigos, é preciso ter muito cuidado com o nível da campanha eleitoral que se aproxima. Pelo que estou sentindo, pelo menos até agora, a coisa está descambando. Tem gente falando cada coisa de embasbacar e gente boa, com mandato popular. Não estão se dando o devido respeito e o nível é de dar dó. Pelo amor de Deus, Itabira é uma cidade culta, de tradição, as pessoas aqui sabem das coisas. Portanto, quem estiver no ar, muito cuidado, porque está ficando ridículo de tanta bobagem que andam falando. A imagem do Senado Municipal vai indo para o brejo…

Um abraço e até a próxima.